domingo, 26 de setembro de 2010

Para a Áurea



Foto tirada por mim numa tertúlia de poesia e de que me orgulho por ter captado o seu ar de felicidade :)
Foi criado um blog em homenagem à Aura. Se foi visitado(a) e mimado (a) por ela, adira ao seu blog. Participe...
Veja aqui
Este foi o texto que lhe dediquei :



Amiga:

Como não podia deixar de ser, sabendo o que te faz mover, conhecemo-nos no meio do mundo da magia e das crianças. Pintava eu rostos da miudagem, numa festa de uma sobrinha, quando me apareceste de sorriso nos lábios a dizer que também adoravas crianças...e o mundo relacionado com estas: em especial contar-lhe histórias...
Mais tarde descobriste o meu blog onde ias com frequência e por fim uma amiga comum: a Vanda e aí:" já nos vimos em algum lado..."-Ah a tua sobrinha de Lisboa é amiga da minha neta, lembras-te daquela festa?..." " ah, pois é, tens razão...!" Grande abraço!...
E claro, risos e gargalhadas!
Aliás, eras antes do mais perita em fazer soltar gargalhadas, mesmo em dias de temporal.
Depois as idas ao meu blogue, onde com frequência deixavas mimos e eu retribuía com filmes dedicados à tua netinha "Ó Nô, a Bruna adorou as sapas pererecas! Está farta de me pedir para voltar a ver" (Ainda lá tenho um dedicado a ela que nem tu, nem a tua menina o viu e comentou... já te despedias de nós, amiga e angustiei perante a tua ausência, que não era comum...).
Fui, no ano passado, à escola onde trabalhavas contar a minha história... e que alegria contagiante! Foi um dia radioso!
Apareceste no Pinhal das Artes onde também apresentei o meu livro para me dares uma força, linda Aúrea!
Mais tarde convidaste-me para uma tertúlia em Alcobaça...Tinha vontade de ir? Agora confesso, não muito e até estava com trabalho complicado pela frente.. Pediste-me para ler ou fazer uma poesia, não sou grande coisa nisso...! Mas sou mais ou menos boa numa coisa: em reconhecer os amigos...
E isso levou-me a responder : sim ,vou estar presente...
Lá, trocaste-me as voltas! Não estava confirmado que iria declamar: sou algo tímida e contida quanto a poesia, mas, mais uma vez, com teu entusiasmo foste convincente e contagiante. A amizade falou alto e apesar dos exageros em alto grau quanto ao que referiste do meu percurso pessoal o que aumentou a minha inquietação, voltaste a pronunciar a tal palavra mágica : AMIGA.
Tiraste-me as defesas e então lá disse um dos poucos poemas que sei de cor de Eugénio de Andrade:

"Sê paciente!
Deixa que a palavra amadureça
e se desprenda como um fruto
ao passar o vento que a mereça"

E que agora substituo:

"Sê paciente!
Aceita que o silêncio aconteça
Recorda meus abraços sempre fortes
e deixa que a amizade permaneça"


Assim, será amiga. Até breve.
Guarda um cantinho para nós!
Com amizade, carinho e saudade a amiga recente mas que não te esquece
Leonor Lourenço

5 comentários:

Leonor Lourenço disse...

Sem reparar escrevi Aura em vez de Aúrea, mas não vou emendar. É que tinha mesmo uma aura à sua volta :)

HSLO disse...

bela homenagem...


abraços

Leonor Lourenço disse...

Beijinho amigos, este texto só aconteceu porque alguém existiu e deixou algo em mim :) Assim consigamos nós também nos outros... Beijo e durmam bem... eu vou cair nos braços de Morfeu :)

manuel marques disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
AC disse...

já tinha lido algo sobre a Áurea noutro blog (Renascendo) e agora fiquei com uma ideia mais completa da situação. Já fui ao blog dos Amigos da Áurea e já me tornei seguidor.
Ainda bem que a corrente da solidariedade funciona!

Beijo :)