terça-feira, 28 de julho de 2009

Fernando Pessoa matinal

"Tudo o que faço ou medito,
fica sempre pela metade,
querendo, quero o Infinito
fazendo, nada é verdade!"

4 comentários:

aurea disse...

Lindo poema!...Ou não fosse de quem é!...
bjo

Vieira Calado disse...

Até a fazer quadras...
Bjs

O meu olhar disse...

Adorei!:) beijos e continuação de boa semana

Leonor Lourenço disse...

Vieira Calado
Bem-vindo seja a este blog. Precisava de ter um blog desse género para seguir.
Tenho o "astroleiria" e "geoleiria" do qual um amigo meu é um dos bloguistas , mas esse tipo de infomação para mim é bom pois quero ampliar os meus conhecimentos nesta área. Obrigada
Leonor